Social Icons

Google+ Followers

O Amor é Paciente

O AMOR É PACIENTE
Alguns anos atrás, numa cidade industrial da Inglaterra, uma jovem
se ofereceu ao superintendente de uma escola dominical para ensinar
uma classe. O superintendente lhe disse que não havia classe sem
professor, mas se ela quisesse sair a procurar um grupo de meninos e
ajuntá-los numa classe, apreciaria muito. Ela fez isso, e reuniu uma
classe de pobres meninos maltrapilhos. Entre eles, o pior e menos
promissor era um chamado Roberto.
O superintendente convidou os meninos a irem a sua casa, um dia,
que presentearia a cada um com um terno. Foram, e cada um recebeu o
seu terno novo. Depois de dois ou três domingos, Roberto não apareceu.
A professora foi em sua busca e descobriu que seu terno estava
rasgado e sujo. Convidou-o a voltar à escola. Ele foi, e o superintendente
lhe deu outro terno novo. Depois de comparecer uma ou duas vezes,
Roberto deixou de vir. De novo a professora foi a sua busca. Viu que o
segundo terno havia seguido o caminho do primeiro. Referiu o caso ao 
superintendente, dizendo que estava completamente desanimada acerca
de Roberto, e que teria de desistir de ajudá-lo.
– Não faça isso, disse o superintendente; ainda tenho esperança de
que existe em Roberto alguma coisa boa. Tente mais uma vez. Vou-lhe
dar um terno pela terceira vez, se ele prometer assistir à classe
regularmente.
Roberto prometeu. Recebeu seu terceiro terno e não mais deixou de
vir à escola. Começou a interessar-se. Tornou-se um fervoroso e
perseverante em buscar a Jesus e O encontrou. Tornou-se membro da
igreja. Estudou para o ministério, e o fim da história é este: aquele
menino maltrapilho, sujo e fujão tornou-se o Dr. Roberto Morrison, o grande missionário na China, que traduziu a Bíblia para o chinês

0 comments:

Postar um comentário